Retiro do Clero é realizado para a primeira turma de 2019

Foto: Primeira turma de padres, em fevereiro de 2019
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Teve início, na última segunda-feira (25), o retiro espiritual do clero da Arquidiocese de Juiz de Fora para a primeira turma. Cerca de 45 sacerdotes estão participando, sob orientação do bispo de Palmares (PE), Dom Henrique Soares da Costa. Ele também será o pregador para a segunda turma, cujo retiro acontece em julho deste ano.

Dom Henrique destaca que o tema abordado é sobre os passos de Abraão. “O caminho de Abraão é um modelo de fé para todos os cristãos e também para os padres. Vendo a sua amizade com Deus, seus conflitos, a sua fidelidade, como Deus o levou, nós podemos também nos ver, ver como Deus nos conduz. Isso ajudará aos padres, não só pessoalmente, mas também no modo como eles conduzem as suas comunidades paroquiais. Sinto que os padres estão meditando, estão se confrontando com Deus, assim como Abraão fez há mais de três mil anos”.

Dom Gil falou sobre a importância de todo padre fazer um retiro anualmente. “O padre tem que ter, na sua consciência e no seu coração, a certeza de que se não estiver em relação plena com Deus, o seu trabalho ficará prejudicado. Ainda quem fosse um trabalho tecnicamente muito bem feito, ainda que fosse iluminado por ideias intelectuais muito bem assentadas, se ele não tiver a espiritualidade e a vocação à santidade como prioridades em sua vida, o seu trabalho de nada valerá”.

O arcebispo de Juiz de Fora participou do Retiro do Clero nesta quinta (28) e presidirá a missa de encerramento na manhã de sexta-feira (1º).

*Colaboração: Leandro Novaes

Veja Também