Prelazia de Borba, no Amazonas, é elevada a Diocese

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A Santa Sé comunicou, nesta sexta-feira, 18 de novembro, a decisão do Papa Francisco em elevar a prelazia territorial de Borba a diocese. No mesmo ato, o pontífice nomeou como primeiro bispo diocesano dom Zenildo Luiz Pereira da Silva, atualmente, bispo prelado de Borba.

Histórico

A Prelazia Apostólica de Borba foi eregida por meio da bula Ad Christi, do Papa Paulo VI, em 13 de julho de 1963. No mês seguinte, foi nomeado o administrador apostólico, dom João de Souza Lima. A ereção canônica deu-se no dia 14 de março de 1964. Em 18 de junho do mesmo ano, por meio da bula Summo Gaudio, foi nomeado frei Adriano Jaime Miriam Veigle como primeiro bispo prelado de Borba. Sua posse foi em 8 de setembro de 1964, na catedral Santo Antônio de Pádua, na cidade de Borba.

Dom Adriano esteve à frente da prelazia até 6 de julho de 1988, quando foi nomeado seu sucessor, dom José Afonso Ribeiro, franciscano da Terceira Ordem Regular. A posse do segundo bispo prelado foi em 24 de setembro de 1988. Dom José Afonso esteve na condução da prelazia até 2006.

Aos 14 de julho de 2006, dom Elói Roggia, religioso palotino, foi ordenado o terceiro prelado de Borba. No dia 13 de agosto do mesmo ano, tomou posse da prelazia. Dom Elói dirigiu a prelazia até o ano de 2017. No entanto, pôde contar com um coadjutor desde abril de 2016. No dia 24 de fevereiro daquele ano, o Papa Francisco havia nomado o padre redentorista Zenildo Luiz Pereira da Silva, cuja ordenação ocorreu na arquidiocese de Manaus, no Santuário de Aparecida, no dia 2 de abril de 2016. A posse como bispo prelado foi em 23 de setembro de 2017, após o Papa aceitar o pedido de renúncia de dom Elói em 20 de setembro daquele ano.

Novo bispo diocesano

Com a elevação da prelazia a diocese, dom Zenildo Luiz Pereira da Silva foi nomeado o primeiro bispo diocesano de Borba. Natural de Linhares (ES), dom Zenildo nasceu em 6 de junho de 1968. É membro da Congregação do Santíssimo Redentor. Recebeu a ordenação presbiteral em 11 de agosto de 2001. Possui pós-graduação em Gestão de Pessoas.

Na trajetória sacerdotal, atuou como formador do Juniorato Redentorista, em Manaus. Foi pároco em paróquias da arquidiocese de Manaus, entre 2001 e 2011, e também atuou como vice provincial dos redentoristas de 2011 a 2014. Foi nomeado como coadjutor da Prelazia de Borba em fevereiro de 2016. Dom Zenildo escolheu como lema episcopal “Apascenta minhas ovelhas”.

Já como bispo, atuou como coadjutor da prelazia de Borba, entre 2 de abril de 2016 e 20 de setembro de 2017. Assumiu o governo da prelazia três dias depois. Em 2019, foi eleito secretário do Regional Norte 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

 Fonte: Site da CNBB

 

Veja Também