Papa reza por professores e alunos neste tempo de pandemia

0

Francisco presidiu a Missa da II Semana da Páscoa na Casa Santa Marta, no Vaticano, na manhã desta sexta-feira (24). Na introdução, dirigiu seu pensamento ao mundo escolar atingido pelo novo coronavírus: “Rezemos hoje pelos professores que têm que trabalhar muito para dar aulas através da internet e de outros recursos midiáticos e rezemos pelos estudantes que têm que fazer as provas num modo no qual não estão acostumados. Acompanhemos todos eles com a oração.”

Na homilia, o Papa comentou o Evangelho do dia (Jo 6,1-15) que narra a multiplicação dos pães e dos peixes. Jesus coloca à prova os apóstolos que não sabem como alimentar a grande multidão que os acompanha: os faz crescer. “Jesus – afirmou Francisco – gostava muito de estar no meio da multidão. Os discípulos, nem tanto: e os corrigia. Jesus buscava a proximidade com as pessoas e ensinava os pastores a estar próximo delas. O povo de Deus cansa – ressaltou – porque sempre pede aos pastores coisas concretas e o pastor deve cuidar daquilo que o povo pede. Jesus diz aos discípulos: ‘Dai vós mesmos de comer’”, ressaltou o Papa.

Após esse pedido, Jesus vai rezar ao Pai. “Essa dúplice proximidade do pastor é o que Jesus procura ajudar os apóstolos a entender, para que se tornem grandes pastores”, explicou. O Papa lembrou que, após a multiplicação dos pães e dos peixes, a multidão quis levar Jesus para proclamá-lo Rei. E observou que, talvez, algum apóstolo ficasse contente em aproveitar essa ocasião para adquirir o poder: uma tentação. “Mas o poder do pastor é o serviço, e quando erra sobre esse ponto, o pastor estraga a vocação e se torna administrador de empresas pastorais, mas não pastor”, alertou.

*Fonte: Site do Vatican News

Conteúdo Relacionado
X