Papa Francisco manifesta solidariedade orante e solicitude paternal aos atingidos pelo ciclone e chuvas no Rio Grande do Sul

Foto: WikiImages por Pixabay

O Papa Francisco enviou, por meio de seu secretário de Estado, Cardeal Pietro Parolin, um telegrama ao arcebispo de Santa Maria (RS) e presidente do regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leomar Brustolin, após ter recebido a “preocupante notícia do ciclone extratropical que atingiu o Estado do Rio Grande do Sul.

No Telegrama, o Santo Padre manifesta sua solidariedade orante às comunidades afetadas pelas fortes chuvas que, nos últimos dias, atingiram o Estado do Rio Grande do Sul, deixando um rastro de destruição e morte. O Sumo Pontífice também envia uma palavra de ânimo e pede a reconstrução das localidades de forma rápida e eficaz.

O Papa, com sua paternal solicitude, assegurou ao presidente do regional Sul 3 da CNBB, e aos demais bispos do regional, os sufrágios pelo eterno descanso das vítimas fatais e também suas preces pelas famílias desabrigadas. Francisco concedeu, ainda, a bênção apostólica a todos os atingidos pela tragédia.

No total, até a publicação desta notícia, 85 municípios gaúchos foram afetados pelas chuvas causadas pelo ciclone, que deixaram mais de 3.046 desabrigados e 7.781 desalojados ao transformar ruas em verdadeiros rios. 41 mortes foram confirmadas.

Veja, abaixo, a íntegra do documento:

Saiba como ajudar:

A presidência do regional Sul 3 da CNBB (dom Leomar Brustolin, dom Cleonir Dalbosco e dom Carlos Rômulo), em nome de todo o episcopado gaúcho, divulgou nota na qual expressraam sua solidariedade em meio a tanta dor.

Na nota, afirmaram que a Igreja presente nas dioceses, paróquias, comunidades, pastorais, movimentos eclesiais não deixarão de ouvir os clamores e contribuir naquilo que lhe é possível. 

Para auxiliar na arrecadação de donativos que possam socorrer as famílias necessitadas, o regional Sul 3 da CNBB disponibiliza a sua conta para o recebimento de doações via PIX nº: 33685686001041 (CNPJ).

Fonte: Site da CNBB

Veja Também