Papa Francisco: libertar a figura de Maria da influência das máfias

0

“A devoção mariana é um patrimônio religioso-cultural a ser protegido na sua pureza original, liberando-o de superestruturas, poderes ou condicionamentos que não respondem aos critérios evangélicos de justiça, liberdade, honestidade e solidariedade”. É o que sublinha o Papa Francisco na carta enviada em 15 de agosto ao Pe. Stefano Cecchin, presidente da Pontifícia Academia Mariana Internacional.

No documento, o Pontífice também lembra que, dentro dessa academia pontifícia, foi criado o Departamento de Análise e Estudo dos Fenômenos Criminais e Mafiosos, “para libertar a figura de Nossa Senhora da influência das organizações criminosas”. Entre os exemplos dessa espiritualidade distorcida estão os “arcos” das estátuas de Maria em frente às casas dos chefes das máfias durante as procissões.

Na carta, o Papa Francisco também faz uma saudação aos promotores, aos palestrantes e aos participantes da jornada de estudo – marcada para 18 de setembro e organizada pela Pontifícia Academia Mariana Internacional, em colaboração com as autoridades eclesiásticas e instituições públicas. O objetivo da iniciativa é identificar “respostas efetivas” para uma “operação cultural de sensibilização das consciências”. Francisco também espera que os santuários marianos se tornem cada vez mais “cidades de oração, centros de ação do Evangelho, lugares de conversão e de referência da piedade mariana”.

*Fonte: Site do Vatican News

Conteúdo Relacionado
X