Morre Bispo Emérito de Cachoeira Do Sul (RS), Dom Irineu Sílvio Wilges, aos 86 anos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Faleceu nesta quinta-feira, 17 de novembro, dom Irineu Sílvio Wilges, bispo emérito de Cachoeira do Sul (RS). O comunicado foi feito pela Província de São Francisco no Brasil, em Porto Alegre, onde o bispo residia desde que se tornou emérito. O corpo do religioso franciscano será velado nesta sexta-feira, 18 de novembro, a partir das 13h30, na Catedral de Cachoeira do Sul. Ainda será definido o horário da missa de corpo presente e do sepultamento.

História

Dom Irineu Sílvio Wilges, OFM, nasceu em Pinheiral, Santa Cruz do Sul, em 03 de outubro de 1936. Com um mês de idade foi batizado na capela Sagrada Família, de Pinheiral; e com seis meses de idade foi crismado na igreja matriz, hoje Catedral, de Santa Cruz do Sul, RS. Fez seus estudos correspondentes ao Primário, em Pinheiral de 1943 a 1948. De 1949 a 1953 fez os estudos equivalentes ao 1º e 2º Graus (Ginásio e Científico), no Seminário Seráfico São Francisco, em Taquari, RS.

Em 1956, fez o Noviciado, no Convento São Boaventura, em Daltro Filho, na época pertencente a Garibaldi, RS. No mesmo Convento, de 1957-1958, fez seus estudos de Filosofia. Os estudos de Teologia foram realizados no Convento Santo Antônio de Divinópolis, MG, nos anos 1959 a 1962. Neste período, em fevereiro de 1960 fez sua Profissão Solene na Ordem Franciscana. Dois anos após, pelas mãos de Dom Cristiano Frederico Portela de Araújo Pena Portela, recebeu a Ordem do Diaconato, em Divinópolis, MG. E cinco meses após, em 15 de julho de 1962, foi ordenado sacerdote, em Divinópolis, pelo mesmo Dom Cristiano. Sua primeira nomeação foi em 01 de janeiro de 1963 para a paróquia São Francisco de Carlos Prates, MG. Na mesma data do ano seguinte foi nomeado como Assistente da JAC (Juventude Agrária Católica), junto à paróquia São Cristóvão de Lajeado, RS. Após um ano em Lajeado, em março de 1965 foi transferido para a paróquia Nossa Senhora Auxiliadora de Progresso, RS, como Vigário Substituto. Oito meses após, foi nomeado Vigário da paróquia São José de Vila Ernestina, na época pertencente Passo Fundo, RS. Em setembro de 1966, depois de onze meses na paróquia de Ernestina, Frei Irineu foi enviado pra Roma, Itália, para fazer seus estudos e doutorado em Teologia Dogmática, no Pontifício Atheneu Antonianum. Em março de 1971, de volta da Itália, foi nomeado Mestre dos estudantes de Teologia da Vila Franciscana, Professor na PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do RS) e coadjutor da paróquia São Francisco de Assis de Porto Alegre, RS.

Em 1972 foi eleito Definidor Provincial. Em maio de 1978 foi eleito Vice-provincial, passando a residir na casa Provincial até janeiro de 1981, quando recebeu transferência, de novo, pra Vila Franciscana, com as seguintes nomeações: Vice-provincial; Vice-mestre; professor de Teologia na PUCRS e Assistente das Religiosas. Três anos depois, em 13 de dezembro de 1983, foi eleito Ministro Provincial. E pouco tempo depois, em maio de 1985 foi eleito Definidor Geral dos Franciscanos, com residência na Cúria Geral, em Roma. Dali, em 1991, foi para Jerusalém fazer seu Ano Sabático.

Em janeiro de 1993 Frei Irineu Wilges recebeu nova nomeação: Vigário paroquial e Vice-mestre dos Postulantes, junto à paróquia São Cristóvão de Lajeado. Após um ano, em 1994, foi transferido para a paróquia São Francisco de Assis de Porto Alegre, com a nomeação de Vigário paroquial e Capelão das Irmãs Clarissas. Após dez meses deixa esses trabalhos para prestar um serviço, como professor e formador no Seminário Franciscano do Cairo, Egito. Cinco meses depois, em março de 1995 retorna pra retomar seu trabalho de Vigário paroquial, na paróquia São Francisco de Porto Alegre e volta a dar aulas na Teologia da PUCRS. E no final do mesmo ano, em dezembro de 1995, assume como Pároco da São Francisco e Capelão das Clarissas. Após cinco anos na paróquia São Francisco, Frei Irineu foi nomeado pelo Papa João Paulo II para integrar o Colégio dos Bispos e designado como Bispo Titular da diocese de Cachoeira do Sul. Sua consagração episcopal ocorreu pelas mãos de Dom Aloísio Lorscheider, em 12 de dezembro do Ano Santo de 2000. Após quase 12 anos de episcopado, Dom Irineu Sílvio Wilges tornou-se Bispo Emérito, com residência na Fraternidade Monte Alverne, de Porto Alegre.

Fonte: Site da CNBB

Veja Também