Missa de Páscoa dos Militares é realizada na Igreja da Glória

0

Militares se reuniram na manhã desta terça-feira, na Igreja Nossa Senhora da Glória, para celebrarem a Páscoa. A cerimônia contou com padres da Arquidiocese de Juiz de Fora, do Capelão Militar, Padre João Batista Diniz Ferreira e do General da 4ª Brigada de Infantaria Leve ( Montanha), Alcio Alves.

Este ano, oficialmente, a Missa de Páscoa foi celebrada no dia 21 de abril. Porém, a comemoração dos militares acontece em datas distintas por seguir uma tradição que começou após a Segunda Guerra Mundial, como explica o Capelão, Padre João Ferreira “A Páscoa é sempre celebrada em um período diferente pois temos apenas um Arcebispo Militar e por uma questão histórica. Os militares chegaram ao Brasil após a guerra, depois da Páscoa, mas ao chegarem pediram para celebrá-la no Rio de Janeiro. ”

De acordo com o Padre João Ferreira, a Missa de Páscoa é um momento de partilha e espiritualidade entre aqueles que desempenham um papel de honra à pátria brasileira. “A importância da (missa é a) oração entre os militares. A oração, o temor a Deus, os temores militares e familiares, mas principalmente os valores da religião. ” O Padre lembrou ainda sobre a importância deste momento de reflexão, em um mês dedicado à prevenção contra o suicídio. “Hoje o índice de suicídio entre os militares de todas as forças e entidades como a Polícia Militar, Civil e Bombeiros é enorme”, e completou: “nós podemos ver sempre que além de nossas tarefas e dificuldades nós temos um Deus. Nós adoramos um Deus, tememos este Deus e queremos fortalecer na nossa missão o seguimento a Deus.”

Porém, como destaca o Capelão, a assistência religiosa oferecida às forças armadas e a participação dos que a compõe é fundamental para a missão que exercem. “Tememos este Deus e queremos fortalecer na nossa missão o segmento a Deus. Ouvindo a palavra, e não só neste momento, mas também que os militares se confessem, comunguem, participem da Santa Missa nas suas comunidades. “

Para o General da 4ª Brigada de Infantaria, Alcio Alves, a Missa foi um momento onde todos puderam deixar o fardo pesado da profissão e focar na vida espiritual. “É uma oportunidade onde nós paramos por um dia para refletirmos sobre a nossa espiritualidade e a nossa religiosidade. Nós, como militares, andamos sempre em uma linha tênue de estresse, situações pesadas e lidando às vezes com violência. Por isso, ter todo esse respaldo espiritual é fundamental. Acho que esta é a grande importância da Páscoa.”

Conteúdo Relacionado
X