Missa Solene na Catedral marca encerramento do II Sínodo Arquidiocesano

*Logomarca do II Sínodo Arquidiocesano
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No próximo domingo, 20 de novembro, a Igreja celebra a Solenidade de Cristo Rei e o encerramento do Ano Litúrgico. Na Arquidiocese de Juiz de Fora, os olhares se voltarão para a Catedral Metropolitana, que sediará, às 15h, a Missa Solene de encerramento do II Sínodo Arquidiocesano.

Na ocasião, o Arcebispo, Dom Gil Antônio Moreira, divulgará uma mensagem de conclusão da caminhada sinodal e fará uma série de nomeações relacionadas ao processo de reestruturação pastoral indicado na segunda fase do Sínodo. Serão indicados os novos vigários forâneos e os nomes dos padres assessores de pastorais, movimentos, grupos e associações de nossa Igreja Particular.

Além disso, os seminaristas Jadai Leandro Alves e Milton César de Assis serão instituídos nos ministérios de Acólito e Leitor. Este é o primeiro passo dos jovens rumo ao sacerdócio, precedendo as ordenações diaconal e presbiteral.

A Celebração Eucarística, que contará com a presença maciça do clero, poderá ser acompanhada ao vivo pelas redes sociais da WebTV “A Voz Católica” e pela Rádio Catedral 102,3 FM.

II Sínodo Arquidiocesano

A iniciativa pastoral teve início litúrgico em 28 de outubro de 2019. Na ocasião, foram apresentados aos fiéis o hino, a oração e a logomarca do II Sínodo, cuja abertura oficial dos trabalhos se deu no dia 7 de dezembro. O lema que regeu todos as atividades sinodais foi “Proclamai o Evangelho pelas ruas e sobre os telhados” (cf. Mt 10,27).

Com a pandemia de Covid-19, o planejamento da Coordenação Ampliada teve que ser ajustado, mas o trabalho não parou: no lugar de encontros presenciais, os missionários sinodais e o clero passaram a se encontrar de forma virtual. Além disso, os impactos do novo coronavírus foram amplamente discutidos na segunda fase do Sínodo, que começou em outubro de 2021.

Através de pesquisas quantitativas e qualitativas realizadas junto às paróquias das 37 cidades que compõem a Arquidiocese, será produzido o Documento Sinodal. O texto, que deve ser publicado em fevereiro de 2023 – no aniversário de 99 anos da Diocese de Juiz de Fora – trará uma análise das conquistas desde a celebração do I Sínodo, encerrado em 2011, e apontará os próximos passos a serem dados pela Igreja Particular juiz-forana.

Veja Também