Igreja Matriz de Carutapera (MA) recebe título de Basílica Menor

Basílica Menor São Sebastião em Carutapera, Maranhão/Foto: Pascom da Basílica
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O Papa Francisco concedeu o título de Basílica Menor à Igreja Matriz de São Sebastião, localizada em Carutapera, Maranhão. A decisão foi emitida em decreto da Santa Sé no último dia 24 de maio, e tornada pública pelo bispo diocesano de Zé Doca, Dom João Kot, na terça-feira, 22 de junho.

A Basílica Menor de São Sebastião recebeu esse título em reconhecimento à sua singular arquitetura, além de sua importância histórica e missionária para a Igreja no estado do Maranhão. O templo foi erguido na década de 40, em uma região isolada em meio às reentrâncias maranhenses e suas imensas florestas de manguezais. A sua construção foi marcada pelo forte envolvimento popular e pela visão e inteligência de seu primeiro pároco, padre Augusto Mozzet que superou, principalmente, obstáculos de logística, por se tratar na época de uma vila de pescadores e agricultores, sem qualquer comunicação rodoviária com o restante do país. Todo o material de construção da igreja foi transportado por via marítima, em embarcações artesanais, que enfrentavam o perigoso e recortado litoral maranhense em viagens que duravam dias.

O título honorifico concedido pela Santa Sé culmina com as revitalizações que a igreja passou nos últimos anos: reforma do piso, pintura, troca do mobiliário, altar e mesa da palavra. A Paróquia de Carutapera e a Diocese Zé Doca vêm há mais de um ano trabalhando conjuntamente em prol deste ideal, uma vez que uma Basílica na região amazônica é um sinal de benção e graça, não só para o povo de Carutapera, mas para todo o estado do Maranhão.

Em dezembro de 2020, a igreja completou 60 anos de consagração. Como parte da programação, foram recordados os momentos históricos da construção, com destaque ao primeiro pároco da cidade, padre Augusto Mozzet, bem como as intensas campanhas de arrecadação com a comunidade, as dificuldades da época como ausência de estradas, mão de obra e comunicação.

Segundo o documento Domus Ecclesiae (Casa da Igreja) da Congregação para o Culto divino e a Disciplina dos Sacramentos, as basílicas são igrejas dotadas de especial importância para a vida litúrgica e pastoral de uma diocese e, por isso, possuem “um particular vínculo com a Igreja de Roma e com o Sumo Pontífice”.

Mais de 1.600 igrejas em todo o mundo receberam o título de basílica. Até o ano passado, 335 basílicas haviam sido designadas nas Américas; agora no Brasil são 72. A Basílica de São Sebastião em Carutapera é a primeira Basílica Menor no Estado do Maranhão.

A Basílica ganhará simbologias, insígnias e brasões, além de novos deveres. Os deveres incluem que a igreja preze pelas celebrações, que os ofícios litúrgicos sejam bem preparados, vividos com intenso fervor, com a participação dos fiéis e que se promova a formação litúrgica por meio de cursos, conferências, explorando os documentos pontifícios e aprofundamento bíblico; que se celebre com solenidade a Liturgia das Horas, principalmente nos dias mais festivos; e as festas dos Pontífices, como o Dia de São Pedro, aniversário de eleição do Papa.

A igreja, que recebe o título de Basílica, deve ser dedicada a Deus com o rito Litúrgico e tornar-se, na Diocese, um centro de atividade litúrgica e pastoral, sobretudo para as celebrações da Santíssima Eucaristia, da Penitência e dos outros sacramentos, sendo exemplar quanto à preparação e desenvolvimento, fiéis na observância das normas litúrgicas e com a ativa participação do povo de Deus.

Fonte: Site Vatican News

Veja Também