Etapa final do II Sínodo Arquidiocesano é tema da reunião da Comissão Sinodal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No dia 15 de junho ocorreu, na Cúria Metropolitana, mais uma reunião da Comissão Ampliada do II Sínodo Arquidiocesano. Na ocasião, estiveram em pauta as atividades do segundo semestre, a revisão dos trabalhos relativos a caridade, as transferências de padres e o final do II Sínodo Arquidiocesano.

Além das Videoconferências Sinodais com as foranias, eventos com o propósito de promover a conscientização da sinodalidade da Igreja e vídeos catequéticos, estão sendo planejados.  “Estamos caminhando para o fim das sessões sinodais. Há muitas coisas a serem feitas durante o semestre que vem. Muitas coisas nós discutimos hoje, muitas atividades que nós programamos vão incrementando nossa vida eclesial da Arquidiocese”, contou o Arcebispo, Dom Gil Antônio Moreira.

O encerramento do Sínodo, previsto para o dia 20 de novembro. Contudo, isso não significa a paralização das atividades, ressaltou o Pastor Arquidiocesano. “Ele [o encerramento do sínodo] é um impulso um trampolim que nos leva para a frente inclusive na preparação para o centenário da Arquidiocese, que se dará em fevereiro de 2024”.

Secretário do II Sínodo, Padre Vanderlei Santos de Sousa, CSsR comentou que os trabalhos da comissão seguem intensos, no entanto, satisfatórios. “A comissão sinodal vai trabalhando de maneira muito intensa e feliz, porque a gente percebe que toda a nossa proposta de trabalho do sínodo, com o passar do tempo, vai se encontrando e a gente já pode chegar nesse momento de iniciar a redação do documento final do II Sínodo.

Documento Sinodal

Na semana anterior, no dia 10 de junho, um grupo de trabalho constituído por padres, leigos e membros da Comissão Ampliada se reuniu para iniciar a elaboração do texto do Documento Sinodal, que é o decreto pastoral do Arcebispo.

A equipe de redação do Documento Sinodal deu os primeiros passos avaliando todos os materiais coletados ao longo destes dois anos e meio que a Arquidiocese se encontra em sínodo. “O material do II Sínodo nos deu um conteúdo muito vasto, pede uma leitura muito atenta, porque tem umas questões que despontam. Percebemos que tem muito material que pode ser reportado aos órgãos colegiados da Arquidiocese”, contou o Secretário do II Sínodo, Padre Vanderlei Santos de Sousa, CSsR.

A previsão é que o decreto seja publicado na abertura do ano centenário da Diocese, em 1º de fevereiro de 2023.

Veja Também