Encontro do Terço dos Homens reúne centenas de pessoas

0

*Matéria retirada do site www.catedraljf.org.br

Fé e devoção marcaram o 7º Encontro Arquidiocesano do Terço dos Homens, que foi realizado na Catedral, no último domingo, dia 18. Após a acolhida dos participantes, foi iniciada a oração do Terço. Em seguida, aconteceu uma missa especial de encerramento, que foi presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, concelebrada pelos padres José Maria Novaes e Danilo de Castro e assistida pelo diácono Pedro de Almeida.

Durante sua homilia, Dom Gil falou sobre a canonização dos pais de Santa Teresinha do Menino Jesus, São Louis Martin e Santa Zélie Guérin Martin. Explicou que este foi um casal cristão de verdade, tanto na fidelidade matrimonial, quanto na criação dos filhos e, também, na vida em comunidade.

O arcebispo citou, ainda, a importância de todo cristão viver a humildade como pede a Campanha do Mês Missionário deste ano: “Missão é Servir”. “Jesus não está preocupado com pessoas que ocupam cargos importantes na igreja e sim com aqueles que utilizam seu cargo para servir”. Para completar, explicou que “a primeira característica de quem tem fé em Deus é a humildade, e que esta é a marca de todo cristão”.

O pastor também pediu aos grupos de Terço dos Homens para rezarem pelas vocações e pelas missões. Ao final da celebração, Dom Gil, que é bispo referencial da CNBB para o movimento, foi homenageado pelo seu trabalho de incentivo ao Terço dos Homens. A bênção final foi dada com as relíquias dos pais de Santa Teresinha, São Louis e Santa Zélie. Após a missa, os participantes fizeram uma confraternização no salão da Catedral.

De acordo com um dos coordenadores arquidiocesanos do Terço dos Homens, Rogério Martins, 45, o movimento tem crescido a cada dia. “Fico muito satisfeito com a participação e com este momento de confraternização. O evento foi muito bonito e saiu tudo dentro do previsto. Mesmo esperando a participação de mais homens, entendemos que para cidades distantes fica mais difícil o deslocamento”.

Uma participação muito especial foi a de Jorge Coelho, 54, que mesmo com problemas de saúde e sendo cadeirante, fez questão de participar ativamente da oração do Terço e da Santa Missa. “Estar aqui é meu maior sonho, se eu pudesse participava mais, porque eu amo estar nesses eventos”. Ele foi ministro da Eucaristia por 22 anos e participava do Apostolado da Oração, mas teve que abandonar a maioria desses compromissos devido ao seu problema de saúde.

Para conferir as fotos do evento, clique aqui.

Conteúdo Relacionado
X