Dom Gil preside Missa pelos 110 anos do Escotismo em Minas e pelo Dia do Escoteiro, na Catedral

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Os 110 anos do Escotismo no Estado de Minas Gerais e o Dia do Escoteiro foram celebrados em Missa de Ação de Graças presidida pelo Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, na noite do dia 23 de abril, na Catedral Metropolitana.

Dom Gil manifestou sua alegria em receber os grupos de escoteiros de Juiz de Fora e de cidades vizinhas. “Os escoteiros são aqueles que trabalham para o bem, que valorizam tudo aquilo de importante na alma humana, o respeito, o altruísmo, o amor ao próximo, a solidariedade, que são valores do Evangelho”, destacou.

O Arcebispo também falou um pouco sobre a história do movimento. “O Escotismo foi fundado em 1907, na Inglaterra, e depois se espalhou pelo mundo. No Brasil, chegou em 1913 no Rio Janeiro, e em Minas Gerais no ano de 1914. Queremos dar os parabéns a todos aqueles voluntários que cuidam dos jovens para ensinar-lhes esses valores tão importantes da vida humana”.

De acordo com o Coordenador do Distrito Escoteiro da Zona da Mata Mineira, Geovanny de Oliveira Gonçalves, hoje, o distrito possui quatro grupos de Escoteiros, sendo que 13 estão na cidade de Juiz de Fora. “A gente aproveita momentos assim para unificar todos os grupos de escoteiros celebrando com a Igreja Católica”, explicou sobre a importância da celebração.

*Fonte: Site da Catedral Metropolitana

Veja Também