Catedral recebe mosaico em honra à Beata Isabel Cristina

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na última segunda-feira (22), começou a ser instalado, na Catedral de Juiz de Fora, o mosaico em homenagem à Beata Isabel Cristina, Virgem e Mártir. O painel está localizado no fundo da igreja, ao lado direito da porta central, próximo ao mosaico de Maria, Mãe da Igreja.

*Denise (à esquerda) mostra o mosaico a Dom Gil e Padre João Paulo

Parte dos trabalhos foi acompanhada pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira. “É um acréscimo artístico de grande importância para a decoração da Catedral esses dois ícones, porque são, de fato, representativos. Nossa Senhora Mãe da Igreja foi decretada pelo Papa Francisco Padroeira da Província Eclesiástica de Juiz de Fora. E a Beata Isabel Cristina, a primeira mártir do Estado de Minas, martirizada aqui, na nossa cidade de Juiz de Fora, na paróquia da Catedral. Portanto, é muito significativo que esse ícone também fique aqui, recordando a doação dessa nossa irmã pelo martírio a Deus”, explicou o Pastor Arquidiocesano.

Dom Gil ainda falou do exemplo da jovem, elevada à honra dos altares em 10 de dezembro de 2022. “Ela, que mistura o seu sangue ao sangue redentor de Cristo, é, para o povo desta cidade, de toda a nossa Arquidiocese, e, aliás, de todos que vão visitar essa Catedral, um símbolo forte de alguém que soube dar a sua vida e a sua morte por causa de Cristo. Que esses ícones, portanto, representem para todos a beleza da fé, do amor, da generosidade, afinal de contas, das bênçãos de Deus.”

A responsável pelos mosaicos é a artista plástica e mosaicista mineira Denise Arantes. “Foi uma emoção maior que a outra. Depois de Maria Mãe da Igreja, trabalhar a Beata Isabel Cristina, que representa tanta pureza, uma mártir necessária para representar não só os jovens na Igreja, mas também os estudantes, as mulheres, vítimas de tanta violência, foi um presente, de verdade. O mundo precisa dessa santa. Em breve, se Deus quiser, teremos o prazer de estar aqui substituindo aquela palavrinha ‘beata’ por ‘santa’. Já está tudo até com a medida pronta, só aguardando o Papa Francisco anunciar mais uma santa brasileira e, dessa vez, uma jovem que nos ensina muito: apesar da pouca idade, uma entrega a Deus e a Maria que eu não conheço igual”, sublinhou Denise.

*Mosaico de Maria, Mãe da Igreja está localizado à esquerda de quem entra na Catedral pela porta central

De acordo com o Pároco da Catedral, Padre João Paulo Teixeira Dias, que também acompanhou os trabalhos da mosaicista, ao contemplar a imagem ou o ícone de um santo, o convite feito a cada cristão é de busca constante pela santidade. “A preparação desse mosaico-ícone da Beata Isabel Cristina recorda para nós a história tão bonita de fé desta jovem, que em nossa Paróquia Santo Antônio entregou a sua vida no martírio, oferecendo-se como Cristo também se ofereceu na cruz. É um exemplo para todos os jovens, especialmente para os estudantes.”

O mosaico receberá acabamento nos próximos dias e sua inauguração acontecerá no dia 5 de maio, após a Missa das 10h.

História da beata

Isabel Cristina Mrad Campos nasceu aos 29 de julho de 1962, em Barbacena (MG). Em 1982, mudou-se para Juiz de Fora, a fim de se preparar para o vestibular de Medicina. No dia 1º de setembro daquele ano, um homem tentou violentá-la em seu apartamento, localizado no centro da cidade. Como a jovem ofereceu resistência, foi assassinada.

Em 27 de outubro de 2020, o seu martírio foi reconhecido pelo Papa Francisco. Isabel Cristina foi proclamada beata no dia 10 de dezembro de 2022, em cerimônia realizada no Parque de Exposições Senador Bias Fortes, em Barbacena, em celebração presidida pelo Cardeal Dom Raymundo Damasceno Assis.

Veja Também