Pastorais do Setor de Mobilidade Humana da CNBB se reúnem em VIII Encontro Nacional

0

De 12 a 15 de setembro, aconteceu, em Salvador (BA), o VIII Encontro Nacional das Pastorais do Setor de Mobilidade Humana (SMH), coordenado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O objetivo do encontro foi refletir o momento sociopolítico e eclesial atual e aprofundar a espiritualidade do caminho e partilhar a caminhada das pastorais do SMH identificando boas notícias, desafios e apontando respostas de acordo com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2019 -2023.

Os participantes aprofundaram temas como análise de conjuntura sócio-política e eclesial, a mobilidade humana como lugar bíblico e teológico, as novas diretrizes da ação evangelizadora da Igreja para 2019-2023 e partilharam sua caminhada apresentando seus desafios e propostas de ação à luz das novas diretrizes pastorais da Igreja no Brasil.

Dom José Luiz Ferreira Salles, bispo de Pesqueira (PE) e bispo referencial para o Setor da Mobilidade Humana da CNBB, avaliou que o encontro foi significativo porque além das pautas organizativas permitiu também vivenciar a fraternidade e fortalecer as relações entre os participantes e as pastorais.

O bispo ressaltou que o encontro fortaleceu o trabalho a partir de um olhar para o chão onde as pastorais atuam e uma articulação com o que a Igreja tem pensado por meio de suas diretrizes da ação evangelizadora para o próximo quadriênio. Dom José disse que o encontro também fortaleceu a espiritualidade a partir do Evangelho.

O religioso destacou a riqueza da partilha de experiências das pastorais que integram o Setor de Mobilidade Humana da CNBB. “É um encontro muito importante porque nos fortaleceu na convivência fraterna e também em nossa missão evangelizadora”, disse.

Espiritualidade do caminho – O padre Alfredo Gonçalves aprofundou com o grupo o tema da “Espiritualidade do Caminho”. Segundo ele, o Deus a caminho que entra na história humana parar fortalecê-la, divinizá-la e transfigurá-la é a essência da espiritualidade das pastorais de mobilidade humana. Segundo ele, as pastorais que trabalham com mobilidade humana são os agentes do caminho.

“Este encontro fez este movimento de olhar a caminho feito à luz da Palavra de Deus para projetar novos caminhos. Só quem é capaz de parar é capaz de dar passos novos. Só quem é capaz de silenciar e ouvir a Deus é capaz de dizer uma palavra que o povo está esperando”, disse.

Participaram do encontro 32 representantes do Apostolado do Mar, Pastoral Rodoviária, Nômades, Turismo, Refugiados, Núcleo de Estudantes Internacionais e a pastoral das migrações: Serviço Pastoral dos Migrantes, Pastoral Nipo-Brasileira e Missão Católica Polonesa. Também participou do encontro o bispo de Eunápolis (BA), José Edson Santana Oliveira, referencial da Pastoral dos Nômades.

Fonte: Site da CNBB

Conteúdo Relacionado
X