Dom João Justino assume Arquidiocese de Goiânia nesta quarta-feira (16)

*Foto: Facebook de Dom João Justino
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O novo Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Goiânia, Dom João Justino de Medeiros Silva, tomará posse no cargo nesta quarta-feira (16), dois meses depois de ser nomeado pelo Papa Francisco. Natural de Juiz de Fora, ele assumirá o lugar de Dom Washington Cruz, que entregará a missão ao sucessor após 19 anos na função.

A cerimônia será realizada a partir das 18h, no Santuário Basílica Sagrada Família. O Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, estará presente. A Celebração Eucarística será transmitida no Facebook e YouTube da Arquidiocese de Goiânia, também nas redes sociais do Santuário Basílica Sagrada Família, na TV Pai Eterno e na Rede Vida.

Dom João Justino

Dom João Justino nasceu em 22 de dezembro de 1966 em Juiz de Fora, no Estado de Minas Gerais. Estudou Filosofia (1985-1988) e Teologia (1988-1992) no Seminário Arquidiocesano Santo. Obteve o Bacharelado em Pedagogia no Centro de Ensino Superior em Juiz de Fora (1988); o Bacharelado e Mestrado em Ciências Sociais na Universidade Federal de Juiz de Fora (1992-1993); a Licenciatura (1997) e o Doutorado (2003) em Teologia Dogmática na Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma.

Foi ordenado sacerdote em 13 de dezembro de 1992 e, depois disso, ocupou diversos cargos, entre eles, coordenador regional de Pastoral; coordenador do Conselho Presbiteral; professor, vice-reitor e reitor do Seminário Santo Antônio; vigário episcopal para a Cultura, Educação e Juventude. Foi também assessor e depois perito da Comissão Episcopal para a Doutrina da Fé da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e secretário da Organização de Seminários e Institutos do Brasil (OSIB) do Regional Leste 2.

Em 21 de dezembro de 2011 foi eleito bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, sendo consagrado em 11 de fevereiro seguinte, na Catedral de Juiz de Fora. Em 22 de fevereiro de 2017 foi nomeado arcebispo coadjutor de Montes Claros e tornou-se ordinário em 21 de novembro de 2018. É presidente da Comissão de Cultura e Educação e membro do Conselho Permanente da CNBB.

Veja Também