Disponível o Roteiro para Quarta-feira de Cinzas

0

A Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) disponibilizou os roteiros Celebrar em Família para o 6º Domingo do Tempo Comum e para a celebração da Quarta-feira de Cinzas. .

Os roteiros, desde o início da pandemia, tem ajudado as pessoas impossibilitadas por motivo de saúde ou idade, ou porque pertencem ao denominado ‘grupo de risco’ que precisam abster-se de participar das celebrações comunitárias dominicais. Também é um instrumento que pode contribuir para a celebração em família nas dioceses que foram impactadas por novas restrições a atividades presenciais.

“São muitos os horários de transmissão de missas em nossos canais católicos que podemos acompanhar, mas vivendo a dignidade de povo sacerdotal que nosso batismo nos conferiu, podemos não só acompanhar, mas Celerbrar com nossas famílias o Dia do Senhor”, motiva a Comissão para a Liturgia da CNBB.

Baixe o roteiro do 6º Domingo do Tempo Comum

Quarta-feira de Cinzas

Para a Quarta-feira de Cinzas, dia 17 de fevereiro, a Comissão sugere para, onde for possível, preparar com antecedência um pequeno recipiente com as cinzas preferencialmente adquiridas de ramos bentos ou palha benta queimados. Também é sugerido colocar em algum lugar externo da casa (porta, janela ou varanda), bem visível, uma cruz ornada com um pano de cor roxa.

Baixe o roteiro para a celebração da Quarta-feira de Cinzas

É importante recordar que a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos publicou uma nota especificando os procedimentos a serem seguidos pelos sacerdotes durante a celebração da Quarta-feira de Cinzas, início da Quaresma: máscara e fórmula recitada apenas uma vez.

Segundo a nota, depois da oração de bênção das cinzas, o sacerdote, voltado para os presentes, dirá uma só vez para todos: ‘Convertei-vos e acreditai no Evangelho’, ou ‘Lembra-te que és pó da terra e à terra voltarás’. Na sequência, ele higienizará as mãos, colocará a máscara e deixará as cinzas caírem sobre a cabeça de cada fiel, sem tocá-los.

Fonte: Site da CNBB e Vatican News

Conteúdo Relacionado
X