Campanha Bandeira Branca neles! – Inspirada na CNBB

0

*Colaboração: Pe. Frei Flávio Henrique, pmPN

Se cresce a insatisfação das massas, então, é preciso também estimular meios capazes de oferecer aos clamores populares fins úteis e sem manipulação ideológica de qualquer espécie. É importante que estes meios não venham a fomentar reações públicas motivadas pela revolta.

Aliás, aqui temos um determinante divisor de águas. A INDIGNAÇÃO (capacidade de externar a DIGNIDADE interna dos indivíduos e da coletividade) é algo justo e devemos manifestá-la em favor do bem comum. A REVOLTA, muito pelo contrário, carrega em si sentimentos de raiva e ódio, e é sempre um componente social perigoso, razão dos tumultos entre manifestantes e a segurança pública, como temos acompanhado pelo noticiário nacional.

Temos que ter os pés no chão. Não adianta tentar resolver um problema gerando outro. E também não adianta não fazer nada. Então, se precisamos manifestar nossa justa INDIGNAÇÃO, sem rancor, sem paixão irracional, sem baderna e sem revolta, cabe perguntar: o que fazer? Como fazer? Onde fazer? Quando fazer?

A campanha “BANDEIRA BRANCA NELES!”, surgiu a partir de um editorial veiculado no Jornal Boa Nova e depois foi firmando-se através do Programa “Voz do Pensamento”, ambos da Rádio Catedral de Juiz de Fora. A proposta se inspira nos objetivos da CNBB, que deseja fazer de 2015 o Ano da Paz. Uma singela bandeirinha branca permite ao cidadão comum manifestar sua voz de modo público e sem desordem.

Este incentivo de adesão individual – que se soma numa multidão coletiva – não se rende à manipulação ideológica de nenhuma espécie, afinal, a Bandeira Branca é o símbolo universal da paz. Nenhuma religião, partido político, grupo econômico, militar, intelectual, de nenhum tipo ou espécie é detentor ideológico da Bandeira Branca da Paz. Ninguém pode apropriar-se da força pura e legítima deste símbolo de modo ideológico.

Ao mesmo tempo, todos nós, você e eu, cada cidadão de bem e de boa vontade, pode usufruir deste símbolo universal de modo legítimo. Por isto coloquei uma bandeira branca no carro da instituição que uso para trabalhar há três semanas e, a princípio, ela será mantida pelo menos até o fim da Copa. Pela mesma razão, os membros da CODEVIDA, aderiram, individualmente, a esta bela e independente iniciativa.

Outros padres da Arquidiocese de Juiz de Fora, como Pe. José Léles da Silva, Pe. Luiz Eduardo de Ávila, Pe. Tadeu Jesus Vieira, Pe. Danilo Celso de Castro e Frei Carlos Charles já adquiriram suas bandeirinhas brancas. Cresce a cada dia a adesão das pessoas que querem fazer valer a voz da sua indignação sem gerar tumulto e desordem.

Cada pessoa, independente de credo, cor, raça, língua, nação, cultura, conhecimento, ideologia política e partidária, pode se apropriar deste símbolo maior da unidade (a Bandeira Branca), livre de todos os símbolos menores da diversidade (os logotipos institucionais). A Bandeira Branca reclama a um só tempo: justiça e misericórdia, rendição e vitória, mobilização e paz!

Você pode colocar sua Bandeira Branca no carro, na mesa de trabalho, na empresa, na residência, onde quiser, sem se vincular a grupo nenhum. Sem se comprometer com ideologia nenhuma. Pode fazer isto só para fazer valer sua voz pequena e silenciosa a dizer a todos, sem brigar ou discutir com ninguém: QUERO VIVER SIM… QUERO PAZ SIM… BANDEIRA BRANCA NELES! Neles quem??? Em todos aqueles que ferem o direito de viver dignamente e em paz! Simples assim! Quem pode contestar isto?!

A força independente da Bandeira Branca é tamanha que, neste contexto de INDIGNAÇÕES, que não podem se transformar em REVOLTAS, me atrevo a forçar um neologismo: ela é INIMANIPULÁVEL! Ela não pode ser manipulada por ninguém, mas, pode ser apropriada por todas as pessoas verdadeiramente livres, independentes, comprometidas com a verdade e a justiça, enfim, com a paz.

Fica o convite. Mais que um convite, um desafio ao seu desejo de fazer valer a Paz antes que a desordem tome conta de tudo: coloque uma bandeirinha branca no seu carro ou na janela de sua casa, mesmo em meio às cores verde e amarela da Seleção Nacional. “BANDEIRA BRANCA NELES!”. Combina bem a alegria do verde e amarelo com a tranquilidade do branco da Paz, você não acha?

Caso queira adquirir bandeirinhas brancas e ao mesmo tempo contribuir com o Projeto “QUERO VIVER SIM!”, entre em contato conforme indicado abaixo.

Secretariado CODEVIDA:

E-mail: [email protected]

Facebook: www.facebook.com.br/queroviversim

Fone: (32) 3217-1116

Conteúdo Relacionado
X