Campanha “10 Milhões de Estrelas” realiza mobilização social pela cultura de paz

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Neste sábado, 28 de novembro, às 19h30, acontece, por meio de videoconferência, o momento celebrativo da campanha “10 Milhões de Estrelas”. A data marca o início do tempo litúrgico do Advento. A campanha é uma iniciativa da Cáritas Brasileira em todo o país. A articulação no Distrito Federal conta com as parcerias da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), do Grupo Ecumênico de Brasília (GEB) e da Cáritas Arquidiocesana de Brasília.

A partir da motivação da Campanha da Fraternidade 2020, a iniciativa traz o slogan “Viu, cuidou e o mundo inteiro se iluminou!”. O lema que anima as ações da campanha este ano traz ainda a inspiração bíblica do evangelista São Mateus: “Brilhe vossa luz para que vejam as vossas boas obras” (Mt 5,16).

A iniciativa permanente se repete a cada ano, no período do Advento e Natal, como gesto concreto e coletivo, na perspectiva da consolidação da cultura de paz, da justiça social e de uma espiritualidade comprometida com a vida humana e com os direitos da natureza, como destaca o diretor-executivo da Cáritas Brasileira, Carlos Humberto Campos: “A campanha indica a possibilidade de que as famílias, os grupos, as comunidades possam construir e viver um Advento e o Natal na perspectiva do projeto de Jesus Cristo, em busca de um futuro melhor e mais justo para toda a criação, em nossa Casa Comum, o planeta Terra”, enfatiza.

“A vida religiosa de Brasília, Formosa e Luziânia adere com alegria e compromisso a campanha 10 Milhões de Estrelas! Queremos afirmar com essa campanha que o nosso Deus é o Deus dos pobres. A pandemia causada pela Covid-19 não foi a única tragédia que ocorreu em 2020, muitos sofrimentos causados pela violência, pela ganância estiveram presentes neste ano. Nós queremos celebrar o Natal de Jesus Cristo renovando a nossa fé e o nosso compromisso, queremos ser luz para os sem luz, terra para os sem-terra, teto para os sem-teto, e isso não se faz sozinho, só se faz de mãos dadas, irmanados”, destaca a coordenadora da Conferência dos Religiosos do Brasil, no Distrito Federal, irmã Sueli Bellato.

A celebração por videoconferência, no sábado (28), será ecumênica e vai marcar o início do Advento. “Na perspectiva de iniciarmos esse tempo de preparação para o Natal, estamos convidando todas as pessoas a refletirem não só sobre a questão da paz que é o tema central da campanha, mas também sobre esse momento de pandemia de Covid-19 e o aumento da pobreza e da fome no país”, destaca o assessor nacional da Cáritas Brasileira, Jaime Conrado.

A vela da paz é o objeto que marca as ações da campanha. Um dos gestos concretos previstos é o acendimento dessa vela em momentos celebrativos ou em família na noite de Natal, como explica Conrado. “Nós convidamos toda sociedade a acender a vela da campanha na noite do Natal trazendo essas reflexões e pedindo que essa chama traga mais sabedoria, mais saúde, mais esperança ao povo brasileiro”, conclui.

A campanha 10 Milhões de Estrelas teve início em Annecy, na França, em 1984. Em 1991 a campanha propagou-se por todo o país e passou a ser realizada no período do Natal. Mas foi no ano de 2002 que a ação começou seu percurso pelo mundo. No Brasil o projeto teve sua primeira edição em 2014. A partir daí, a Cáritas Brasileira lidera essa mobilização que tem o objetivo de iluminar pensamentos e inspirar gestos de solidariedade humana para a construção de um mundo socialmente mais justo para todas as pessoas e espiritualmente mais conectado com Deus e com os irmãos e irmãs independente de etnia racial ou crença religiosa.

*Fonte: Site da Cáritas Brasileira

Veja Também