Câmara dos Deputados aprova Dia Nacional do Terço dos Homens

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O projeto de lei que institui no Brasil o Dia Nacional do Terço dos Homens em 8 de setembro, festa da Natividade de Nossa Senhora, foi aprovado nesta segunda-feira, 13 de junho, pela Câmara dos Deputados. Agora o texto passará pela votação do Senado.

O relator do projeto, deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), destacou a importância do movimento, que, segundo ele, conta com mais de um milhão de homens. “Para nós cristãos, a oração é a melhor forma de estabelecer uma união verdadeira com Deus. O homem, quando ignorado no processo da formação religiosa, é tentado a procurar outros vínculos e outros lugares”, comentou.

A data de 8 de setembro foi escolhida por ter sido a primeira manifestação do movimento no Brasil, em 1936, quando um grupo de 200 homens rezou sob o nome de “Terço dos Homens” em Itabi (SE).

Para Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo de Juiz de Fora e Bispo Referencial da CNBB do Terço dos Homens, a aprovação do projeto colaborará muito para o crescimento das famílias e dos brasileiros em geral. “A oração terço tem feito maravilhas! Muitos homens que se reaproximaram de suas comunidades, conseguiram superar crises familiares, e isso tem reflexos na sociedade. Uma família feliz constitui uma sociedade melhor. A família é a célula principal da sociedade. Acredito que, aquilo que temos visto na conversão dos homens que rezam o terço: a melhoria da sua vida, a maior aproximação de Deus e do próximo e uma maior atuação na família, isso tem sido frutos importante para toda a nação brasileira”, explicou ele.

Segundo informações da ACI Digital o Terço dos Homens já foi reconhecido por leis estaduais em sete unidades da federação: Sergipe, São Paulo, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Maranhão.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Veja Também