Tradição da Festa de Santos Reis: a convergência da cultura e fé  

0

A Igreja no Brasil celebra a Epifania do Senhor no dia 6 de janeiro, é a chamada Festa de Santos Reis, também conhecida como Folia de Reis, é uma festividade popular e tradicional no país. Com caráter cultural religioso, ela ocorre no período de 24 de dezembro a 6 de janeiro. Seu último dia é na data que se recorda a visita dos três Reis Magos: Belchior, Gaspar e Baltazar, a Jesus, recém-nascido.

Após a festa do Natal, o Oriente e o Ocidente cristãos celebram, desde a antiguidade, a Epifania de Cristo. A palavra epifania tem origem no grego e significa manifestação. É a festa de Cristo, luz do mundo, que se revela não apenas aos pastores de Belém, mas a toda humanidade, representada pelos magos.

Os Reis representam o ser humano de diferentes raças e culturas, de diversas religiões e costumes e pretendem descobrir o mistério da vida. É importante destacar que eles não são mágicos, mas sábios que seguiram as indicações das estrelas, na realidade, estudos de astronomia acreditam que a estrela teria sido uma conjunção de planetas.

A origem da folia de reis está associada a uma tradição cristã portuguesa e espanhola que foi trazida para o Brasil, provavelmente no século XIX. É comum os grupos visitarem as casas, tocando músicas e dançando para celebrar o nascimento de Jesus e o encontro com os três reis magos. Em troca, as pessoas oferecem comidas e prendas.

Os grupos são formado pelo mestre ou embaixador, o contramestre, os três reis magos, os palhaços, os alfeires e os foliões. Além disso, ocorrem desfiles pelas ruas dos grupos dedicados ao festejo. Eles usam fantasias coloridas, tocam músicas típicas com diversos instrumentos (violas, reco-reco, tambores, acordeões, sanfonas, pandeiros, gaitas, etc.) e dançam. Muitos fazem apresentações teatrais recitando versos.

Com versos improvisados de agradecimento pela acolhida, os demais, cada qual na sua voz e vez, repetem os versos cantados pelo Capitão, acompanhados pelos seus instrumentos. Esses instrumentos são enfeitados com fitas e tecidos coloridos. Cada cor possui o seu próprio simbolismo. Rosa, amarelo e azul, podem representar a Virgem Maria; branco e vermelho, o Espírito Santo.

A tradição originada na religiosidade popular, traço marcante de todo continente latino-americano, nos ensina que em 6 de janeiro termina, para os católicos, os festejos natalinos e nesse dia devemos desmontar os presépios, também as árvores de Natal.

*Fonte: Site da CNBB, Rádio Catedral e Jovens Conectados

Folia de Reis em Juiz de Fora

Em Juiz de Fora, existem 11 grupos filiados e 8 grupos Charolas de São Sebastião que realizam a Folia. De acordo com o Presidente da Associação de Grupos Folclóricos de Minas Gerais, André Brasilino, seu trabalho é importante para manutenção de tal prática, “a gente leva a bandeira de Santos Reis nas casas dos devotos, vamos cantando com alegria o nascimento de Jesus, desejando as famílias um ano de paz, saúde, prosperidade. A gente vem mantendo essa cultura religiosa, que uns anos atrás vinha acabando.”

Os preparativos começam em novembro. Eles realizam na Paróquia Pio X, na Capela Santa Isabel, a Missa da Bandeira da Paz, onde as bandeiras são abençoadas para ir poderem visitar os lares. Além disso, antes do dia 24 de dezembro, é celebrada a Missa das Bandeiras em que há a benção de um sacerdote à bandeira e a todo trabalho a ser realizado.

Conteúdo Relacionado
X