social facebook social twitter social youtube

Ofício das Trevas: Paróquia São Mateus mantém tradição da Semana Santa

DSCN6803Na noite da última quarta-feira, 28 de março, a Igreja São Mateus sediou uma das tradições mais antigas da Semana Santa: o Ofício das Trevas. A iniciativa foi realizada pelo quinto ano consecutivo na paróquia e, mais uma vez, contou com a presença do arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira.

Também participaram do momento o pároco local, Padre Geraldo Dondici Vieira, o vigário paroquial, Padre Tarcísio Mariano Lopes, e o sacerdote orionita Otaviano Ribeiro de Almeida. A cerimônia tem início com as 15 velas do candelabro acesas, que representam os apóstolos e as Marias que estiveram presentes no enterro de Jesus. À medida que são cantados salmos, elas são apagadas, restando somente uma acesa, ao final. Neste momento, as luzes da igreja são desligadas, as matracas soam e o que vigora é o silêncio.

“No final da cerimônia, apenas uma vela é deixada acesa, e esta representa Cristo que vence as trevas. Durante esse momento de cataclisma, como é chamado, temos ideia de como foi a Paixão de Cristo, um momento muito profundo, de silêncio e de recolhimento também”, conta o jovem Yago Motta, organizador do Ofício das Trevas na Paróquia São Mateus.

DSCN6891Segundo Dom Gil, a vela que fica acesa representa a ressurreição. “Cristo morreu, mas não permaneceu na escuridão da morte, Ele ressuscitou. Aquela chama que fica é a nossa esperança para seguir todas as demais velas e todas as demais luzes da nossa vida. É muito bonita esta celebração, porque não é só um lamento pela Paixão de Cristo, mas é a confiança de que a escuridão nunca vencerá a luz”.

O pároco, Padre Dondici, ainda traz outro significado para a tradição. “A morte de Jesus representa uma noite total, cósmica, e a gente vê essa noite no Ofício das Trevas apagando as luzes e cantando esses salmos de lamentação, para esperar a grande luz da recriação do ressuscitado. A treva da morte, do pecado, da violência, da corrupção, do descaso, do desrespeito, acabará com a luz da ressurreição”.

O Ofício de Trevas é uma tradição da Península Ibérica, trazida ao Brasil por colonizadores portugueses e espanhóis. No Brasil, poucos são os locais que realizam o ritual e a cidade de São João del-Rei (MG) é a única cidade que ainda preserva a tradição, com a cerimônia em latim, o canto com coro e orquestra. Na Paróquia São Mateus, o rito é realizado em português.


Outras informações:
Paróquia São Mateus: (32) 3232-3154
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
Prev Next