social facebook social twitter social youtube

Segunda-feira Santa é marcada em Juiz de Fora pela reflexão das Dores de Maria

*Colaboração: Leandro Novaes (Folha Missionária)

DSCN6394Na noite dessa segunda-feira, 26 de março, centenas de fiéis participaram da missa presidida pelo arcebispo Dom Gil Antônio Moreira na Catedral Metropolitana de Juiz de Fora, na qual foi feita uma reflexão sobre as Dores de Maria. O momento foi concelebrado pelo vigário geral da arquidiocese e pároco da Catedral, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, e pelos padres José Maurício e Luiz Eduardo de Ávila, vigários paroquiais.

Dom Gil explicou o significado da celebração. “Maria é uma figura central na história da salvação. É uma mulher prometida por Deus e tem uma participação muito intensa na Paixão de Cristo. Portanto, nesta Segunda-feira Santa, nós refletimos sobre as suas dores, que são também as dores de Cristo. Neste dia, procuramos imitá-la na maneira de receber os sofrimentos, sempre de pé, sem nunca esmorecer, sempre diante do Filho com o seu apoio materno”.

DSCN6464Ao final da missa, o Coral Arquidiocesano Benedictus entoou algumas canções em diversos idiomas que, possivelmente, eram inéditas no Brasil até então. A apresentação foi mais uma forma de homenagear a figura de Maria.

Após a celebração, todos seguiram em procissão com a imagem de Nossa Senhora das Dores até a igreja São Sebastião, onde foi depositada. Nesta terça-feira (27), Dom Gil preside missa na Capela Senhor dos Passos, na Santa Casa de Misericórdia, às 19h, ao mesmo tempo em que Monsenhor Luiz Carlos preside na Igreja São Sebastião. Em seguida, haverá a Procissão do Encontro até a Catedral.


Outras informações:
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
Prev Next