social facebook social twitter social youtube

Depois de reforma e ampliação, primeira igreja de Juiz de Fora é reinaugurada

Depois de quase nove meses de obras e reparos, foi inaugurada, no último sábado, dia 28 de outubro, a nova Matriz Santo Antônio do Paraibuna, situada no mesmo local onde foi erguida a primeira capela dedicada ao padroeiro da cidade, no século XVIII. A Santa Missa de inauguração e bênção do espaço foi presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, e concelebrada pelo administrador paroquial, Padre Sérgio Renato de Souza, por Monsenhor Hernani de Oliveira e pelos padres José Maurício de Paula, José Custódio de Oliveira e Fabrício Francisco de Oliveira.

A celebração teve início com a bênção das paredes do templo religioso, que foram aspergidas com água benta e incensadas por Dom Gil. Após a Liturgia da Palavra, os 58 jovens e adultos que receberiam, naquela noite, o Sacramento da Crisma, foram apresentados, juntamente com seus padrinhos. Em seguida, os crismandos acenderam suas velas com o Círio Pascal e renovaram suas promessas batismais. O arcebispo metropolitano e os sacerdotes presentes impuseram as mãos sobre os jovens, que ainda foram ungidos e consagrados com o Óleo do Crisma.

A cerimônia de inauguração da Matriz prosseguiu com a bênção do altar, seu revestimento com panos brancos e acendimento das velas. Ao final da missa, o arcebispo abençoou o Sacrário e pediu aos crismados que pronunciassem o compromisso de terem uma vida cristã dali por diante.

Das mãos do vereador José Márcio Garotinho, que representou a Câmara Municipal de Juiz de Fora, o Padre Sérgio Renato recebeu Moção de Aplauso pelo trabalho realizado na Paróquia Santo Antônio do Paraibuna. O sacerdote está se despedindo da paróquia onde trabalha desde 2015 e será apresentado na comunidade também dedicada a Santo Antônio, em Passa Vinte (MG), no dia 18 de novembro. Em seu lugar, tomarão posse os padres Expedito de Lopes Castro e Fabrício Francisco de Oliveira.

Segundo o arcebispo metropolitano, Dom Gil, a inauguração da Matriz da Paróquia Santo Antônio do Paraibuna é um momento de muita alegria para a Arquidiocese de Juiz de Fora. “O nascimento da cidade, a primeira povoação de Santo Antônio do Paraibuna, foi aqui, neste local. Por isso, esta não é apenas uma Matriz, mas monumento à cidade de Juiz de Fora, um monumento cívico ao nascimento desta cidade tão progressista e que nós amamos tanto”.

Já Padre Sérgio Renato, que foi o grande responsável pelas obras de restauração e ampliação da igreja juntamente com a comunidade local, revelou sua felicidade em realizar um desejo antigo dos moradores do Bairro Santo Antônio. Prestes a dizer adeus à paróquia, o sacerdote disse aceitar bem as despedidas. “Agora vou para uma nova missão. Penso que a nossa vida de sacerdotes é assim mesmo. A gente constrói mais para os outros do que para nós mesmos. Sinto-me um pouco triste por amizades que fiz e vou deixar para trás, mas, ao mesmo tempo, sei que a minha vocação é seguir adiante, é fazer e construir em outros lugares também”.

Após a Santa Missa, houve o descerramento de placa comemorativa da inauguração do templo religioso. O ato teve a participação de autoridades do município, entre elas o ex-vice-prefeito, Sérgio Rodrigues, e sua esposa, Rita de Cássia, o ex-superintendente do Museu Mariano Procópio, Douglas Fasolato, e o vereador José Márcio Garotinho.

Por coincidência ou providência divina, a cerimônia ocorreu no mesmo dia em que foi criado o distrito de Juiz de Fora, em 1828. Naquele ano, o Curato Santo Antônio de Juiz de Fora ainda pertencia à cidade de Barbacena, da qual seria desmembrado e elevado à categoria de município em 31 de maio de 1850.

Clique aqui e confira as fotos.


Outras informações:
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
Prev Next