social facebook social twitter social youtube

Cresce o Terço dos Homens no Brasil

Tenho grande satisfação de comemorar, mais uma vez, o crescimento contínuo do Terço dos Homens em todo Brasil. Na 10ª Romaria do Terço dos Homens ao Santuário de Aparecida, nos dias 16 e 17 de fevereiro passado, com participação de mais de 70.000 pessoas, pela primeira vez, contamos com a presença de grupos de, praticamente, todos os Estados da Nação brasileira, do “Oiapoque ao Chuí”, do “Pantanal ao Rio de Janeiro”. Também pela primeira vez, houve necessidade de celebrar a Missa no pátio externo, na chamada Tribuna Bento XVI, pois a multidão já não cabe no interior do Santuário.

É algo que chama a atenção ver esta multidão de homens, adultos, jovens, idosos e até crianças, unidos na celebração, cantando e rezando com devoção. É emocionante ver meninos com as mãos dadas a seus pais, alguns nos ombros, outros nos braços, todos com o Terço nas mãos. Encontramos muitas esposas que agradecem pela conversão de seus esposos e filhos.

Impressionam-me também as iniciativas que muitos grupos, espontaneamente, vêm descobrindo para a ação de solidariedade com os mais pobres. Alguns assumiram direção de asilos de idosos, entidades em crises financeiras, outros fazem visitas regulares a enfermarias, atendem aos pobres da rua e se organizam em outras atividades sóciocaritativas. Neste aspecto, pode se crescer ainda com a orientação da Igreja local.

Outra característica destes grupos é a forma de praticar esta oração, de maneira comunitária, às vezes com centenas, em alguns casos além de mil homens, uma vez por semana, com cantos apropriados, com referências bíblicas entre as dezenas, o que os ajuda na contemplação dos passos da vida de Cristo e de Maria. Isso se realiza como uma verdadeira catequese cristológica. Desta forma, se concretizam as inspirações de São João Paulo II, na Exortação Apostólica “Rosarium Virginis Mariae” (16.10.2002), no sentido de rezar o Terço como verdadeira oração contemplativa do rosto de Cristo, aos olhos de Maria.

Muitos grupos vão assumindo o costume, em ocasiões especiais, de reunir as famílias para a oração comunitária do Terço, sobretudo nas semanas do dia das mães, em maio, e dia dos pais, em agosto. Há também experiências de rezar o terço com inspiração missionária no mês de outubro.

Dia 21 de abril, estive em Campo Grande-MS para uma concentração do Terço dos Homens daquela Arquidiocese. Em novembro passado, fui a Manaus, quando aconteceu um grande encontro. Ano passado estive também na Diocese de Óbidos-PA, Igreja-Irmã da Arquidiocese de Juiz de Fora, onde temos padres e leigo em missão, tendo nossa Arquidiocese assumido ali uma paróquia. Lá estando, tive oportunidade de acolher uma festiva concentração do Terço dos Homens, com mais de uma centena de participantes num evento paroquial. Causou-me admiração verificar que muitas daquelas pessoas viajaram longas horas de barco ou de motocicleta para participar deste momento oracional e formativo à noite, retornando logo em seguida para suas comunidades de origem, madrugada adentro. Que exemplo!

O Rosário mariano é uma oração da Igreja que, há mais de 800 anos, vem atravessando os séculos como prática do clero, dos monges, dos religiosos e de todo o povo, como genuína piedade cristológica e mariológica.

Atualmente a extraordinária acolhida desta prática oracional entre os homens vem nos surpreendendo a cada dia, constituindo grande oportunidade e campo para a ação evangelizadora e santificadora da Igreja.

Dom Gil Antônio Moreira
Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora
Bispo referencial da CNBB para o Terço dos Homens

Artigos

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
Prev Next